Os Meus Artigos

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O Descanso da Guerreira Cenourita... (Parte I)

... tem sido a melhor cura para "aquela cena da panela"!


Conforme vos contei há já quase um mês atrás, tive forçosamente que fazer uma mudança de hábitos e de ares por uns tempos no sentido de desanuviar os neurónios, mudar a rotina e restabelecer as energias positivas que já há muito se esvaíam não sei para onde. Tratei de arrumar a bagagem, delegar algumas tarefas à Titó, meter-me na latinha, and... here we go! Muitíssimo bem acompanhada, Cenourita ao volante estrada fora, uma das coisas que mais gosto de fazer... conduzir!


Saída cedo e em beleza de Leiria, uma bela manhã, o sol a brindar-nos com aqueles raios de luz intensa e a sorrir... sorrir muito, afinal também ele estava a acordar para mais uma jornada. Entro na A1 com destino a sul, aquele trânsito quase infernal de mais um dia a começar, nas calmas e no conversé... começam as peripécias da praxe da menina Cenourita. Chegávamos à passagem pela Serra D'Aire e Candeeiros (dos locais mais tipícos que eu conheço em que de repente o tempo muda completamente, é uma espécie de marco meteorológico) e, de repente, um banco de nevoeiro daqueles que não se vê a ponta d'um cu à frente dos olhos. Condutores da frente, do lado e de trás a acender os quatro piscas e as luzes de nevoeiro, aqui a miúda idem idem e... quatro ou cinco quilómetros a passo de caracol, até que o pessoal começa todo a acelerar e a miúda:


- Estes gajos são loucos! Não se vê nada! Nem as marcas da estrada!
- Oh oh oh! Pois não! Opah deixa-os ir... mantêm-te na tua!


Mais um ou dois quilómetros e...


- E eu a vê-los passar!
- Espera... parece-me que... ah pois!
- Espero? Parece-te que? Ah pois, o catano!
- Eheheheh! São os vidros!
- Mas quais vidros?
- Eheheheh! Estão todos embaciados!
- Oh não! Mas como é possível? Não me apercebi de nada!


Risota à gargalhada com fartura e claro está... Moi... Je... A própria... a fazer das dela ;)


Primeira saída para a A23, Torres Novas.


- Tomamos pequeno almoço aqui?
- Yes!
- Bora lá escolher um sítio fixe!


Na mesma rua, porta sim, quase porta também, só pastelarias, croissanterias, padarias e outras coisas mais terminadas em "ias". Entrámos em todas, inspeccionámos bem o espaço, asseio e clientela, e também as vitrines, asseio e produtos. Todas passaram na inspecção, e depois a dificuldade foi a escolha. Foi tipo um dolitá quem tá livre, livre tá. E se foi um pequeno-almoço à maneira, as torradas eram enormes e de uma massa de pão espantásticamente divinal, os galões directos, mesmo ao nosso gosto.


Seguimos viagem com destino... com destino... ah pois, só podia ser, né?... ao meu querido Alentejo, Alto Alentejo! Terras dos meus sonhos! Gentes simpáticas! Ar puro! Sobreiros, Chaparros, Vinhas... a perder de vista! Amo, Amo, Amo... o Alentejo, tanto o Alto como o Baixo! Podem até chamar-me maluca, mas não se enganam nada... sou maluca por aquelas cidades, vilas, aldeias e lugares onde não se passa nada (dizem), mas sim, passa, passam-se vidas de todas as qualidades, das mais modestas às mais abastadas, histórias de vidas que apetece ouvir contar, e a calma... aquela calma tipicamente Alentejana... O ambiente Alentejano, renova-me a energia, o espírito, o gozo de viver, o sonho, e... traz-me a paz que necessito para enfrentar as maleitas da sociedade em que vivemos.

Uma passagem com paragem para cafezar e visita pelo centro de Nisa. Um deslumbramento com as cegonhas que se passeiam por entre as gentes.


Uma passagem rápida pelo centro de Portalegre. Sem foto :(

Uma passagem com paragem e visita por Castelo de Vide, seguida de pic-nic pela Senhora da Penha.

Uma passagem e paragem para visitar Marvão.

Chegados ao destino... Estremoz! Acomodados numa fantástica casa de Turismo Rural, datada de 1704, O Monte dos Pensamentos, acolheu-nos graciosamente e deixou-nos encantados com a sua história, a sua decoração e preservação.



Tem continuação num post seguinte perto de si!

Até Já!


7 comentários:

Anónimo disse...

Ola boa tarde!
Todas as localidades que faz referencia são um espetaculo, mas sem duvida Marvão é o maior!!!
Bjs
I

Anónimo disse...

Ola boa tarde!
Todas as localidades que faz referencia são um espetaculo, mas sem duvida Marvão é o maior!!!
Bjs
I

Elisabete disse...

Oque eu já me ri com o diário da viagem.
Boas férias e bom descanso.

ameixa seca disse...

Só mesmo tu para não ver que os vidros estavam embaciados... é essa e a do "abre-me o vidro faxavor" depois de teres a manivela mesmo à mão :)

Eu Mulher disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eu Mulher disse...

Quase morro de rir com o episódio,kkkk.
Adoraria morar aí em Portugal e ser sua amiga. Adoraria passear de carro por essas "bandas" e conhecer tudo isso pessoalmente.

Obrigada por publicar fotos tão lindas!

Amo Portugal!!

Grande beijo

Sandra Silva disse...

Não passaste por Tolosa (nisa) para comer um queijinho e um paio maravilhoso???

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...