Os Meus Artigos

segunda-feira, 16 de maio de 2011

O rabo é sempre...

... o mais difícil de esfolar!


É um provérbio antigo e bem conhecido. Usa-se e adapta-se na perfeição a situações ou trabalhos em que a parte final é de alguma forma difícil de executar. Neste caso, foi ao contrário. O rabo a esfolar era o início da tarefa e eu tenho uma certa aversão a esfolar este tipo de rabos. Os ditos até eram daqueles bem gordinhos e carnudos em que basta retirar a pele, a espinha do meio e mais umas espinhitas laterais. Nada de complicado, mas… por vezes custoso para quem tem uma relação conflituosa com eles. Os lombos e as barbatanas são sempre os preferidos e os primeiros a consumir. Os rabos, vão aguardando até ao dia em que mando para trás das costas esta espécie de luta surda e decido tirá-los da arca e transformá-los numa bela refeição.
Foi num destes dias, em que curiosamente estava em conflito comigo própria, sem razão aparente e, sem ter ainda decidido o que fazer para o jantar que, fiz as pazes com cinco rabos de bacalhau desesperados por brilhar à mesa da tasca.

LASANHA DE BACALHAU COM ESPINAFRES E CENOURA


5 rabos de bacalhau (grosso)
1 molho espinafres
placas de lasanha (usei de espinafres)
2 cebolas médias
1 cenoura
3 dentes alho
azeite qb
pimenta preta qb
molho bechamel qb
queijo ralado qb

Comecei por escaldar (uma cozedura ligeira) os rabos de bacalhau em água a ferver. Retirei, deixei arrefecer, desfiei e reservei. Na mesma água dei uma escaldadela aos espinafres. Retirei, deixei escorrer e reservei. Num tacho coloquei a cebola em meias luas, o alho picado, a cenoura ralada, um bom fio de azeite e uma concha de sopa da água de cozer o bacalhau e os espinafres. Deixei estufar bem. Juntei o bacalhau desfiado, temperei com um pouco de pimenta moída na altura, envolvi bem, juntei mais uma concha de sopa do caldo da cozedura e deixei apurar. Passei à fase de montagem da lasanha. Cobri o fundo de um pirex com molho bechamel. Por cima uma camada de lasanha, depois uma camada de bacalhau seguida de outra de espinafres. Repetir a camada de placas de lasanha, bacalhau e espinafres e terminar com uma de lasanha. Regar tudo com molho bechamel, polvilhar com queijo ralado a gosto e levar ao forno pré-aquecido a 200º até ficar douradinho por cima.

Não sei se repararam, mas não usei sal nenhum. O bacalhau, embora demolhado, já tem a sua dose de sal, o bechamel que usei foi do de compra e também já é temperado qb, por isso acho que o sal é dispensável.

Bom demais! :)



13 comentários:

conceicao disse...

É tão bom lasanha e tua ficou com bom aspecto.
Bjs

turbolenta disse...

Aqui em casa os rabos de bacalhau estão-me destinados.Por acaso não me importo de os comer,mas temos de concordar que uma boa posta deste peixe é bem mais agradável e mais fácil de comer. Por isso, os meus "rabinhos" também vão ficando na prateleira da arca à espera de serem desfiados e utilizados de qualquer maneira.
A tua lasanha agrada-me bastante, ou não fosse ela mais uma das 1001 maneiras de comer o fiel amigo.
Com lasanha não costumo fazer,mas o casamento" com os espinafres agrada-me bastante, sendo este um dos ingredientes que mais utilizo com o bacalhau

TiTó disse...

O rabo.... ... ... é bom!!!

Tava "bué da nice" ;)

**

M. disse...

Muito, muito bom!!! E viva o rabistel!!!
Beijinhos,
Madalena

Nany disse...

Pode parecer uma pergunta óbvia mas onde comprou as placas de lasanha de espinafres? É que não me lembro de verá venda.

Rachel disse...

Está divinal! Tenho que fazer porque a minha filhota já me anda a pedir à tanto tempo.

Beijinhos

Cenourit@ disse...

Conceiçáo,
Modéstia à parte... ficou divinal :)

Turbolenta,
Por cá ninguém aprecia os rabos do bacalhau, então costumo aproveitar sempre para fazer pataniscas ou pastéis... desta vez saiu esta lasanha que ficou divinal :)

Titó,
Assim tu gostas, hein?!?! ;)

Madalena,
Gostei do rabistel ;)

Nany,
A lasanha de espinafres trouxe de Espanha, salvo erro do Carrefour. São placas fininhas, não necessitam de cozedura prévia e são super boas. Em Portugal nunca vi à venda, talvez haja no El Corte Inglês :)

Rachel,
Faz e vais ver que não te arrependes e a tua filhota vai adorar :)

Beijocas a todas***

ELF disse...

Gosto do titulo do post! é claro que quando o vi a minha mente não pensou em rabos de bacalhau! claro! Vou experimentar a tua receita parece-me muito bem! Bjos

Cláudia M. disse...

A única lasanha que fiz na vida foi de bacalhau :) é muito bom!

Quando olhei para a foto não consegui perceber o que era, parecia-me um crustáceo, está tão douradinha! :)) Estou mesmo pistoga, que desgraça.

Hoje fiz PUDIM DE CENOURITAS, está tão booooommmmm!!

BJS

Xana disse...

Eu até me babei com esta lasanha :)... Fantástica...
beijo

Cenourit@ disse...

Elf,
Malandreca a administradora da tasca... eheheheh
Experimenta e depois diz de tua justiça :)

Cláudia,
Não é pitosguice nem nenhuma santola... eheheheh... o meu forno é que anda maluco e de repente tostou demasiado e afoto também não está no seu melhor, acho que a máquina também resolveu não colaborar... Agora a lasanha, estava divinal! Pudim de cenouritas??? O que é que é isso hein??? ;)

Xana,
Por acaso, só mesmo por acaso, estava ;)

Beijocas***

moranguita disse...

cenourinha confesso ca em casa os rabinhso tem um fim semlhante, porque e uma parte que nem todos gostam, assim neste tipo de pratos marcha tudo
beijinhos

Cenourit@ disse...

Moranguita,
Os rabos do bacalhau são óptimos para aproveitar desfiando :)

Beijocas***

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...