Os Meus Artigos

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O estranho caso...


... do frango que depois de morto e esquartejado e congelado e descongelado exigiu não ser tradicionalmente temperado e cozinhado e ainda ser fotografado até ir para o prato! Vá lá, as últimas palavras que disse foi que o podíamos comer de faca e garfo e o acompanhamento poderia ser a gosto! 

Foi isto, ou a falta de disponibilidade ou de vontade de o confeccionar de outro modo...

Nunca fui pessoa dada a usar temperos artificiais ou rápidos ou pré-preparados, como lhes queiram chamar mas, há um tempo atrás falaram-me dos sacos que vão ao forno e que já trazem o preparado todo em pó e que é só "deitar tudo lá pa dentro" e que nem suja o tabuleiro e que nem dá trabalho e que é super rápido e ultra prático e que é muito bom. Decidi-me a experimentar e, confesso, que já fiz algumas vezes. Já experimentei temperos diferentes e já os testei em frango e costoletas de porco e até já testei um de peixe. Sem dúvida que é excelente para aqueles dias em que não apetece fazer de outra maneira e a receita é  infalível.

Apresento-a em fotos, porque me deu para isto e a ilustração passo-a-passo diz tudo. Ah e assim também vos poupo de irem ler aquelas letras canininhas que vêm na parte de trás da embalagem ;) 
Usei um frango caseiro grande e dois pacotes do preparado. Acompanhei com puré de batata e salada de alface. O vinho era tinto da península de Setúbal e de 2004. Disseram os comensais, que parecia vinho do Porto pela cor e que escorregava que era uma maravilha e que combinava bem com os sabores da carne. Três pessoas à mesa e desapareceu tudo! Ah comilões, pah!

Cá vai:

FRANGO EXIGENTE E COZINHEIRA COM PREGUIÇA













E vocês, já experimentaram? E gostaram ou nem por isso?


2 comentários:

Isabel Oliveira disse...

Olá Cenourita, eu faço regularmente. Primeiro foi pela rapidez, e limpeza, depois o meu filho ficou fã e agora é quase um vicio. Gostamos de carne peixe e legumes dentro desses sacos no forno onde se pode fazer quase tudo. É uma versão mais moderna dos assados dentro de bolsas de alumínio que fazíamos nos anos 80 e 90. Gosto.

Anabela Julião disse...

Olá Isabel,
Também eu estou a fazer com regularidade e é de facto muito prático e fica muito saboroso. Mas, não me lembro deste género de bolsas já existem nesses anos... existiam certamente mas como nunca fui dada a este tipo de cozinhados, não os conheci nessa altura.

Beijocas***

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...