Os Meus Artigos

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Besugo "au champagne"

- Olh'ó peixe fresquinho!!!
- Oh freguesa!
- É pr'acabar!
- Oh linda! Olh'áqui ainda a saltar!

Pregões de outrora pelos mercados de peixe fresco, encontrões de todo o lado, gritarias e confusões, atropelos e escorregões por aquele chão alagado em água de odor a peixe.

- Oh Menina!!! Olh'áqui tão fresquinho!
- Baratinho pr'ácabar!

Ainda me lembro e jamais esquecerei, o frenesim matinal de cada sábado. As escamas que esvoaçavam ar fora como borboletas num dia de primavera. O regateio do quilo de carapau, sardinha, peixe espada, sargo, dourada... As peixeiras da Nazaré e da Vieira a apregoar, esbracejar, o tão desejado peixinho fresco...

Que saudades!

Hoje, vamos ao hipermercado e à peixaria comprar o peixe nosso de cada dia. Tira-se uma senha e espera-se... não mais se ouve o pregão, se leva a pisadela ou encontrão... a senhora que nos atende não tem sete saias nem um carrapito bem feito, não tem escamas no cabelo nem no peito... não nos conhece, não sabe o que mais gostamos, mas serve-nos o que escolhemos, arranjadinho e pronto a cozinhar e na falta da antiga tradição, apenas nos devolve um sorriso no seu olhar...

1 peixe fresco, besugo +/- 800 grs
sal qb
alho em pó qb
mistura de especiarias (pimentão e louro)

Dei três golpes no peixe, marcando as postas e cortando a espinha do meio.
Temperei com os ingredientes acima cerca de duas horas antes de ir ao forno.

2 cebolas grandes em rodelas grossas
batatas qb cortadas em bocadinhos
1 folha louro
pedacinhos finos de margarina
+ mistura de especiarias
200 ml champagne brut
azeite qb
pingos de ketchup


Cebolas descascadas e cortadas em rodelas grossas no recipiente de ir ao forno, coloquei por cima o peixe marinado e em volta as batatas em cubinhos. Distribuí po cima mais mistura de especiarias, pedacinhos de margarina, o louro. Deitei o champagne e azeite em abundância e por fim salpiquei com pingos de ketchup. Levei ao forno pré-aquecido a 200º e deixei cozinhar cerca de quarenta minutos regando com o próprio molho de vez em quando por cima do peixe.

Et voilá!

São servidos?


17 comentários:

ameixa seca disse...

Isto é muito chique, um pregão seguido de champagne no bicho :) Belo besugo!

Sandra G disse...

UAU, deve ficar muito bom.Tenho ali 2 besugos, hummmm, vai ser uma óptima maneira de os fazer.

Bjs

Marina disse...

He! He! Eu sou servida, sim senhora! Vou ficar freguesa!
Parece-me muito bem!
Beijinho.

conceicao disse...

Há coisas que eram bem giras é pena já não haver.
Esse peixinho é mesmo requintado com champanhe.
Bjs

Abóbora Amarelinha disse...

Esta sim...é a Cinoira que eu conheci há 750 anos atrás.
visualizei o teu relato como se fosse ontem, até vi a minha mãe, de cabelo arranjado (tipo capacete)a desviar-se das aguas que saltavam das mãos das peixeiras, he he he(porque há 30 anos atrás,quem trabalhava ia arranjar o cabelo ao sábado ás 6 da manha e depois ia à práça)
E eu cagalhota na altura ás vezes tambem ia.

beijos

Abóbora Amarelinha disse...

Ai esqueçi-me!!!
o peixinho estava nos trinque, para mim pode ser a tola.

Sónia Meirinho disse...

eu era bem servida por essa maravilha!! eu adoro assados!!! esta divinal e com cara optima!! beijinhos

Tuquinha disse...

adoro peixe assado no forno sela ele qual for...esse teu está com um óptimo aspecto...
beijinhos

Abóbora Amarelinha disse...

Maria cenoura onde estavas, que não foste com a miúda tirar sangue?
Ham?

Cláudia M. disse...

Cenourita Maria, é assim mesmo, o teu regresso tinha que ser brindado com champanhe!
Acho que nunca comi besugo, mas adoro qualquer peixinho assado no forno. Adorei todos os acompanhamentos e temperos, e então o toque do champanhe, é *****!
__

O teu telefone fixo é o mesmo? Já liguei várias vezes e ninguém atende. Ou vcs andam muito galdérias ou não sei... :)
vê lá se não tens nos registos um nº a começar por 21957... O meu é novo, vou-te mandar por mail.

beijinhos

Noémia disse...

Au champagne brut?!
Coisa fina!
E ainda querias tu pregões e senhoras com sete saias de escamas no peito! Assim só com o Ambrósio...eheehe!
Por acaso tem tão bom aspecto que até era servida de um bocadinho, sim senhora, e olha que não sou muito apreciadora.:)

Cenourit@ disse...

Ameixinha, chiquérrimo eheheh ;)

Sandra G, ficou delicioso e com um molhinho... mnham mnham

Marina, terias sido servida ;) para a próxima reserva mesa na tasca eheheh

Conceição, nessa altura eu nem gostava nada de ir ao mercado do peixe, agora tenho saudades... deve ser da idade :)

Boborinha, 750??? Pensei que seriam já 1750 anos! É bem verdade, nessa altura as nossas mães aperaltavam-se todas para ir à praça e era ver as senhoras todas coquetes de cesto no braço e cabelo ripado eheheh
Ah e a Titó foi sozinha à pica porque já é uma menina grandinha eheheh

Sonia Meirinho, tens que reservar mesa para a próxima! Tenho ali na arca mais um besugo e quando o confeccionar aviso ;)

Tuquinha, estava divinalmente delicioso. Vou repetir!

Claudia Maria :), só faltou o brinde ao regresso, mas olha que vêm aí mais receitinhas com champanhe, fica tudo delicioso :)
O meu nº de telef fixo é o mesmo, só que andei com obras cá na Tasca e tive uma semanita sem net nem telefone e ele resolveu avariar. Eu sei que dá sinal de chamada mas aqui não toca nem me deixa chamar e tb não consigo ver quem me tem ligado. Amanhã ligo-te para o télélé.

Noémia :) como estás tu menina mai linda do puorto??? ;) Isto aqui na Tasca vai muito fino, é champanhe com tudo. Qualquer dia até ouves aí o rebentar da rolha ;) Eu adoro peixe de qualquer maneira, mas com este tempero, mnham mnham, recomendo.

Beijocas para todas*

moranguita disse...

que belo besugo cenourita
adorei este peixe assim no forno
beijocas

♥ mesa para 4 disse...

Ui que riqueza e que fino au champagne :*

TiTó disse...

Ficou muito bom ;)

Ah mas isso levou champanhe??? Realmente... sou sempre a "ultima" a saber destas coisas!! Por isso é que eu ando sempre a dormir depois do jantar, nem o Manel Carrapiço consigo ver, metes bebidas alcoólicas na comida, pronto. . . está explicado!!!

bjs

diogo disse...

sete saias e carrapitos , fazem parte do meu passado .
também eu vivi na nazaré , uns anitos , bons e de feliz recordação.
só um pequeno reparo, que eu logo de início estranhei , um besugo com 800grs ? tenho muita pena , mas na fotografia o que eu vejo é um goraz .
mais caro que o besugo , se calhar foi bom negócio ...

Cenourit@ disse...

Mesa para 4
Ficou um mimo mesmo :)

Titó
O segredo é a "alma do negócio" e tu tens que ser surpreendida de vez em quando ;)

Diogo
Bem vindo à Tasca! A história também faz parte do meu passado por isso a recordo com uma certa nostalgia.
Tens razão pois claro, baralho sempre o nome do peixe e era Goraz e não Besugo e sim, foi carote :)

Beijocas***

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...