Os Meus Artigos

terça-feira, 13 de julho de 2010

Coelho com Arroz do Pinhal

Era a Titó pequenita, a tradição dos domingos de verão era o almoço no pinhal. Podíamos ou não ir à praia de manhã, mas aquela refeição era sagrada, na maioria das vezes com a presença da família.
Na véspera, à noite, eu preparava tudo ao pormenor. A refeição, a sobremesa, as bebidas, a fruta, o café que ía num termo... e mais uma parafernália de tralhas. Aquilo parecia que se ía de férias por muitos dias e, afinal, apenas se andavam meia dúzia de quilómetros e lá abancávamos no sitio do costume, no Pinhal do Rei! Estes pic-nics iniciavam-se pela Quinta-feira da Ascenção e duravam até ao fim do verão. As ementas iam variando, mas a preferida de todos e a mais solicitada era sempre "O Arroz de Coelho" a que a Titó chamava de "Arroz do Pinhal".


Até há poucos anos atrás, este era um dos pratos favoritos dela, mas a Mãe Bela "estragou tudo" num certo dia em que foi passear à feira de Santarém e de lá lhe trouxe um coelhinho anão. O anormal que se quiz desfazer do coelhinho à força toda, dissera que o bichinho já estava desmamado e comia e blá blá blá... mas, ele quis foi vender, e o pobre coelhito não resistiu. Não conto a história toda porque é triste e não gosto sequer de relembrar, mas o certo é que a partir dessa altura... a menina nunca mais comeu coelho, o petisco que adorava! Ou melhor, petiscou qualquer coisita a muito custo, desta vez!


Agora que ela está de férias lá pós Allgarves, a administradora e cozinheira da tasca aproveitou e deliciou-se com este maravilhoso:

COELHO COM ARROZ DO PINHAL




1 coelho partido em pedaços (nunca aproveito a cabeça)
3 dentes alho bem picadinhos
1 folha louro
sal qb
vinho tinto qb

Começo por partir o coelho e temperá-lo já no tacho na véspera de o cozinhar. O ultimo tempêro que coloco é sempre o vinho e a quantidade é até cobrir mal a carne. Guardo no frigo.

2 cebolas picadas
colorau qb
azeite qb

Na altura de cozinhar, pico as cebolas e deito por cima. Polvilho com o colorau e deito o azeite. Com a colher de pau, envolvo tudo e levo ao lume a guisar lentamente e mexendo de vez em quando.

arroz qb
dobro da medida de arroz de água

Depois do coelho guisado, retiro-o do tacho. Deito o arroz préviamente lavado, escorrido e bem seco. Envolvo-o naquele molho e deixo-o cozinhar até absorver todo o liquido. Acrescento a água necessária já a ferver, rectifico o sal e deixo cozer cerca de dez minutos com o tacho destapado. Retiro o tacho do fogão para uma superfície mais fria, coloco a tampa e assim fica a suar um pouco.


Na altura de servir, apresenta-se bem soltinho e levo-o à mesa sempre no tacho!


12 comentários:

anna disse...

Não era no pinhal do Rei...mas também tínhamos a tradição de um maravilhoso arroz de coelho (como só a minha mãe fazia), comido no pinhal depois de uma manhã ma praia.
Beijinhos.

conceicao disse...

Tem um óptimo aspecto.
Bjs

Abóbora Amarelinha disse...

Pois a muitos mais km de distancia estava eu e a minha mãe teimava em ir quase todos os domingos almoçar ao pinhal de leiria, vou procurar algumas fotos para te mostrar, foi nesse pinhal que eu perdi um fio de ouro e no fim de semana seguinte conseguimos encontra-lo, como tu dizes tambem tinhamos sitio certo, adoro coelho, mas arroz de coelho não como desde que sou grande hehehe (fiquei farta).
Ainda me lembro das saidas de madrugada com o sol a bater-nos de frente e do regresso á noite, que num certo sitio do caminho o grupo se dispersava apitava-se os carros e iam uns para cada lado.
Era só isto que eu tinha para comentar sobro o teu post de hoje.
beijinhos

Ana Powell disse...

Como eu adoro o coelhinho temperado dessa maneira, uma autêntica delicia.
Excelente introdução ao post ♥

Mari - Strawberrycandy disse...

Que óptima sugestão sem dúvida,...adorei,...
Beijinhos

Cláudia M. disse...

A mim quer-me parecer é que a minha amiga está cheia de saudades da sua Titó, mais do que do arroz de coelho... o que é mais que compreensível! :)

O aspecto é excelente, podemos ir ao pinhal fazer um pic-nic? :))

beijinhos

Carina disse...

Ai que maravilha!!!!!!!
Eu adoro!!!!

Beijocas :)

as-nunes disse...

Eu gosto imenso de coelho cozido com arroz.
Aliás, esta receita não me é estranha, pelo menos no resultado final.
Que cozinhar não é comigo. Uns ovos mexidos!...e... e...

Ah, observei aquela "tasca" debaixo da ponte, no leito da Nascente do Rio Lis. Ainda não tinha reparado nesse pormenor. E eu aqui a dois passos das Fontes!

Um beijinho
António

ameixa seca disse...

És uma insensível paaahh, a ti não te fez dano nenhum :)
Por acaso também gosto de coelho! Adorava pato mas desde que tenho o Luísinho nunca mais comi :)

isabel disse...

Momentos e refeições que ficam na memória...Deve ser muito saboroso o coelho assim confeccionado.
Beijinho.

Storyteller disse...

Coelho não é o meu género, pois são demasiado fofinhos. A última vez que comprei coelho para fazer alguma coisa era a minha pipoca macho bebé e foi porque o meu pediatra disse que era excelente para ele. Assim que o desembalei, desatei a chorar e não fui capaz de cozinhar a coisa. Até hoje!

moranguita disse...

hum que belos momentos e logo com um arroz de coelho tao bom
beijinhps

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...