Os Meus Artigos

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Passeio Gastrolúdico - Almeirim

Conforme anunciado no Painel Informativo da Tasca ontem foi dia de passeio e o local escolhido foi a capital da Sopa da Pedra, Almeirim. Foi pensado e organizado de repente... isto quando se sai da concha e se vê a claridade cá fora até cega, de modo que, pensei... hummm... bora lá alargar as vistas, confortar o estômago, mudar de ares e levar malta atrás para a rambóia. Se bem pensei, depressa o fiz, peguei no telélé e sms a uma série de pessoal amigo que está sempre pronto para a brincadeira... Num instante recebi as respostas, foi só marcar hora de saída e mesa no restaurante "O Toucinho".


Reunimo-nos todos à porta da Tasca, e toca a andar nas calmas até ao destino com paragem pelo caminho para tomar café. Fui a guia turística, na frente a comandar as tropas, decidi que se era para passear, nada de auto-estradas e a primeira paragem foi logo na Batalha para tomar um cafézinho na Pastelaria junto ao Mosteiro. Seguimos pela Serra d'Aire e Candeeiros, atravessando aldeias e apreciando a bela paisagem campestre e também urbanística (é cada mansão por aí espalhada nos sítios mais reconditos... qualidade de vida sim sr, assim mesmo é que é), cumprimentando os transeuntes com uma buzinadela e um aceno de mão fora da janela, parando antes de entrar nas rotundas para tirar fotos ao seu embelezamento e formando fila atrás da caravana, ah e pois... claro... rotunda que é rotunda tem que se contornar sempre duas vezes... e uns diziam "pronto já chega, basta uma vez", e outros "com tanta volta nas rotundas vamos fazer mais 40 kms do que era suposto", e outros "Ai Mãe Bela... faz as curvas mais devagar...", e outros ainda "se ainda falta muito para chegar fico já aqui..." eheheh! Ah pois é! Quem vem atrás de mim... tem que se aguentar à bronca... e curvas??? Afinal o que era disto sem curvas??? Não tinha piada nenhuma...

Chegados ao destino e já com o apetite bem aguçado estava tudo impaciente "Afinal, reservaste mesa e ainda temos que esperar...", "Oh pessoal! Não stressem, isto é preciso é calma, a sopa não foge", até que lá nos chamaram, nos sentámos à mesa, nos serviram a correr desertinhos para nos porem a andar dali para fora e fazerem a terceira rodada de almoços na mesma mesa. Nunca tinha visto nada assim, conheço e frequento "O Toucinho" há mais de vinte anos, o descaramento de quem servia à mesa foi tanto que me queria tirar o prato da frente ainda meio de sopa e quando dou por ela ao fundo da mesa já ninguém tinha prato, mas o que é isto??? A malta vem de tão longe para degustar um petisco típico de uma região e tratam-nos assim??? De modo que, pedi mais uma terrina de sopa e claro mais pratos e colheres. E pensei... "Bem... o homem deve estar a pensar que estamos todos gordos, não podemos comer muito... ou será que está a pensar em ainda facturar mais duzentos euritos hoje nesta mesa???..."

Deu-se mal o malandro... então não é que me apanhou à saída da concha e com a pica toda! Toca a saborear devagar, devagarinho... pausa para sessão fotográfica de grupo, pausa para sobremesa, pausa para café, pausa para a conversa e brincadeira... nós bem que queríamos a pausa mas o corropio dele para a nossa mesa e a pressa não pausava! Xiça!!!
Conta paga e uma voltinha a pé para ajudar a digestão... Mais umas voltas às rotundas... e continuação do passeio de volta a Leiria por outro caminho, outras aldeias, outras localidades, paragens pelo meio e sempre na coboiada.
E, como não podia deixar de ser, final de dia na Tasca da Cenourita. A Titó e o "filhote" Telmo tinham-se dedicado à culinária na tarde anterior, fizeram pão, um doce e um bolo... foi só pôr a mesa... queijo, marmelada, vinho, mais pão que trouxemos do restaurante, licor e café e uma noitada de animação, de chorar a rir... foi espantástico!

Ah! E será que alguém me sabe dizer como se chama este pão delicioso tão típico de Almeirim?

15 comentários:

risonha disse...

e porque é que me dá a impressão que no meio dessas história toda deve ter havido um relincho pelo meio?
lol

O QUATORZE disse...

Boa Tarde
Não sei mas deve ser saboroso com o contiudo dos pratos,ah,ah,ah
Amizade
LUIS

Ana Rita disse...

Foi um passeio muito giro, e a sopinha estava simplesmente divinal :)

Anónimo disse...

São " caralhotas"......

Parece asneira para um lisboeta,mas para nós ribatejanos dá vontade de rir.

Come-se com um pedaço de carne e trabalha-se no campo.....Ai que saudades desse tempo.....

turbolenta disse...

Belo passeio em agradável companhia. Deve ter sido um dia muito bem passado.
Essa das rotundas também acontece comigo.Tenho por lema que elas são para andar devagar e então, ou está bem sinalizado o caminho que pretendo ou, em caso de dúvida, mais uma voltinha e os olhos do pessoal da carripana todos bem abertos, para não haver enganos. É que fica muito mais barato 1 volta na rotunda que uns poucos de quilómetros enganados em qualquer estrada enganada.E quem não conhece o local tem de ter o dobro da atenção.
Esse pão que dizes é típico lá da zona.
O anónimo deu-lhe o nome correcto.
Aliás, na estrada nacional e bem perto do restaurante O Toucinho,(do lado esquerdo de quem vem de LiSBOA), há um café que tem uma escadinha por fora e uma pequenina esplanada .Chama-se "A Casa das Caralhotas". Lá há umas sandes especiais de carne, feitas com esse pão e que são bastante boas. Creio que se chamam mesmo "as caralhotas".
Eu a primeira vez, ao ver o nome da loja, ainda me ri. Mas depressa me apercebi o porquê do nome. E quem lá está ao balcão são pessoas bem simpáticas.
boa semana

Marizé disse...

Caralhotas!
E bem boas, quentinhas a sair do forno que está mesmo ao lado da cozinha.
Domindo não é um bom dia para se almoçar no Toucinho.

Bj

Marizé disse...

Para a Turbulenta: Quêm está ao balcão da "casa das Caralhotas" é a minha amiga Nocas, o seu marido e a nora Paula, pessoas muito queridas e atenciosas.
Bj

Maria disse...

Deve ter sido um dia mesmo bem passado...sou uma leitora assidua do blog e acho que tem receitas deliciosas...como tal deixei-te um miminho no meu blog. Passa la para veres
Bjinhos.Maria.

justme disse...

Pois é, são caralhotas, a 1ªvez que me disseram pensei que estavam a gozar comigo, mas parece que não.
Cenourita se calhar os senhores do Toucinho estavam com medo que alguem enjoasse nas curvas, depois da sopinha.:)E sopinha da pedra é um bom manjar, até para mim que tenho fama de ser esquisitinha.Bjs.

Cláudia M. disse...

Isso é que foi uma saída da concha mesmo em grande! Sim senhora! Ainda bem que a boa disposição voltou. Eu por acaso não conhecia o nome desse pão, mas quis-me parecer que a pergunta trazia água no bico...
Bjs

1 esq. disse...

È verdade foi um passeio inesquecivel,voltas as rotundas curvas e mais curvas mas por fim valeu a pena. Saborear a aquela sopa tão deliciosa com caralhotas quentinhas humm que já se comia novamente.
obrigado pelo dia fantastico que passámos todos.

claudia disse...

Estes maravilhosos pãezinhos chamam-se caralhotas...ahhh pois é, porque eu tb adoro ir a Almeirim à sopa da pedra!!!

-pirata-vermelho- disse...

E torricado feito com caralhotas?

Pois é...
também funciona
mas
têm que ficar dois dias ou três, a endurecer

Ah...
e com sardinhas de salmoura!

Cenourita disse...

Olássss

Risonha, como tu sabes tão bem... festa que é festa tem que ter relincho, puxam por mim e... pronto! lol

O Quatorze
A sopa estava mesmo divinal e o pãozinho quentinho nem se fala1

Turbolenta e Maria
Foi um dia em grande sim sra. E a Casa das Caralhotas conheço bem, de facto onde há coisas boas estamos lá, ainda bem que não sou só eu a correr o país atrás do que é bom e tipico de cada região.

Marizé
bem sei que ao domingo não é bom dia mas tenho ido lá milhões de vezes a este dia da semana e nunca tinha acontecido semelhante coisa... Enfim, mas comemos e divertimo-nos imenso, foi o principal.

1º Esq.
A vossa companhia foi excelente, mais passeios gastrolúdicos hão-de ser organizados, nem que seja do 1ºesq para o 1º dtº lol

Claudia M.
Claro que a pergunta trazia água no bico...lol

Just Me
Aconteceu-me o mesmo quando me disseram o nome daquele fantástico pãozinho, julguei que gozavam comigo e eu estava a cair que nem uma patinha. É delicioso, e a sopinha também :)

Beijocas e abraços***

ameixa seca disse...

Bendita concha que permitiu uma "saída" fantabulástica ;)
Que bela sopinha... aconchegante. Devias era atirar a pedra à cabeça do senhor que queria que vocês fossem embora. Isso é que era um final em beleza eh eh

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...