Os Meus Artigos

sábado, 16 de julho de 2011

O Ano Tem Doze Homens


Alimentar a alma com uma leitura leve, descontraída, divertida, cheia de peripécias e a transbordar humor... é do melhor para aliviar a "carga" do dia-a-dia.


Da calma aparente de uma Dona de Casa Desesperada à vida de glamour de O Sexo e a Cidade bastou uma conjugação astrológica muito especial…

Pia escreve horóscopos para uma revista feminina e tem uma vida confortável ao lado do seu namorado Stefan. Mas o dia de Natal tem para a jovem planos muito diferentes daqueles que ela traçara; planos que incluem um relógio frito, um anel inoportuno e uma intempestiva saída de casa. Tudo piora quando Stefan se apaixona por outra mulher. Pia decide então reinventar-se. Para isso, faz uma aposta com a sua melhor amiga: Pia, a astróloga, envolver-se-á com um representante de cada signo; está, contudo, proibida de se apaixonar… o que não é assim tão simples, porque encontros de uma noite podem ser mais do que mera diversão. Além disso, os sentimentos de Pia têm sempre a mania de se meter pelo meio. Depois de doze meses de astrologia romântica, as estrelas parecem estar finalmente bem posicionadas e, nessa altura, Pia vai ter de tomar a mais importante decisão da sua vida.

Após Stefan ter terminado o namoro, Pia uma jovem pacata, tímida, decide mudar de vida.
Na passagem de ano Pia aposta com a sua melhor amiga Tanja que, até ao fim do próximo ano vai ter na cama pelo menos um homem de cada signo, excepto Capricórnio, signo do seu ex-namorado.
A partir daí, todos os meses, Pia conhece homens com personalidades completamente diferentes, que a marcam positiva ou negativamente. Desde um físico que só a quer apenas para passar umas boas noites de sexo (e por quem ela quase se apaixona) até a um jardineiro extremamente romântico que lhe enche a casa de flores e poemas e que ela tem de inventar uma falsa gravidez para se ver livre dele… ou o leão masoquista que apenas quer ser castigado, Pia encontra de tudo. No entanto, todos estes homens não a fazem esquecer o seu amor por Stefan.


CAPRICÓRNIO
22 de Dezembro a 20 de Janeiro

Hoje vou revelar-lhe uma grande novidade: existe uma vida para além do escritório. Vá até à porta e veja com os seus próprios olhos. Saia daí, mesmo que hoje tenha planeado abandonar a sua secretária. A sua agenda está cheia? Deite-a fora e compre uma nova!
Seja espontâneo! Conheça pessoas novas! Vá de avião até Katmandu! Também não sei onde fica. Pelo nome, deve ser África. Vá lá, pegue numa T-shirt e num fato de banho e arranque! Não é preciso saber tudo antes. Se já se soubesse tudo antes, ainda haveria casamentos? Ainda se ensinaria os filhos a falar? Claro que não.
Hoje vamos pintar a manta. Júpiter está em óptima posição para pintar a manta. Telefone para o trabalho e diga que está com varicela. Sim, já sei que não tem varicela. Minta! As estrelas estão bem posicionadas para mentiras de todo o género. Não faz mal nenhum. As mentiras são como a masturbação. Todos os fazem, só não gostam de ser apanhados. É muito simples. Pode acreditar em mim – sou especialista nisso. Em mentir, claro. Vai ver, irá resultar às mil maravilhas.
E depois, rambazamba! O que quer isto dizer? Então, quer dizer rambazamba. Festas. Álcool e sexo e… sei lá, sexo e álcool.
E já que estamos a falar nisto: não só há uma vida para além do trabalho, como também há sexo para além da cama. Basta dizer: mesa da cozinha. Sim, não é confortável. Mas de onde é que pensa que vem a palavra paixão? Por isso, coragem! Se deve cobrir a mesa com uma toalha antes? Por mim tudo bem, se isso o excita. Almofadas? Não, almofadas não. Quer colocar antes um colchão de espuma?
Sabe uma coisa, esqueça a mesa da cozinha! Existem outros sítios tentadores. Basta dizer: banheira.
Ah, não toma banho. Claro, é preciso ter cuidado com a acidez da camada de protecção da pele. Pois então não pode ser na banheira. Mas ainda havemos de encontrar algo de que goste. Basta dizer: elevador. Parque de estacionamento subterrâneo. Cabine telefónica.
Não tem vontade? Pensei que tínhamos concordado em libertarmo-nos e deixar tudo correr espontaneamente. Não tem tempo? Tem de acabar o relatório do trimestre? Horas extraordinárias? Não tem cabeça para excessos espontâneos?
Então, mude pelo menos a imagem de fundo no seu computador, rambazamba! Neptuno está óptimo para aventuras.



(...)

Em cada mês e por cada signo, Pia encontra uma situação completamente diferente, sempre hilariante. Adorei este livro e recomendo a quem tem sentido de humor e se regala de soltar umas boas gargalhadas :)

2 comentários:

Caminhante disse...

Bom dia Cenourita, este livro parece ser o máximo.. Gostei bastante do que li, já me ri um pouco. :)
Beijinhos e muitas gargalhadas para nos animar a vida!

Cenourit@ disse...

Caminhante,
É louco demais! Vale mesmo a pena ser lido :)

Beijocas***

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...