Os Meus Artigos

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Janeiro, já foste!

Hoje é o último dia do mês e, a cada último dia de cada mês deste ano, tenciono fazer uma espécie de resumo mensal que poderá ser escrito ou apenas com imagens.

Melhor dizendo... vou mandar o mês embora e receber de braços abertos o que se prepara para chegar.
Meu querido mês de Janeiro,
Sempre te achei o mês mais longo, mas este ano foi diferente. Passaste rápido e tomei consciência disso hoje de manhã ao preencher a data num impresso. Começaste comigo à varanda de copo de tinto na mão a ver o fogo de artifício e foi muito bom. Foi da forma que mais tinha desejado nos dias que te antecederam.
Acabei com os marmelos que esperavam pela sua vez lá em baixo na garagem dentro da caixa, transformei-os em marmelda. - Xiça pah! aquilo é que foi marmelar!!!
Tive que fazer aquelas compras inesperadas, tu não perdoas mês de Janeiro, a cada ano que passa continuas a presentear-me com avarias e a meteres-me em despesas... Deves pensar que lá por seres o primeiro do ano tens o dom da renovação. - Ano Novo, coisas novas! - e olha que já podias parar com essas brincadeiras que me têm saído sempre caras!!!
Fiz uma visita a uma amiga que já não via há bastante tempo e foi tão bom recordar velhos tempos em conversas que começavam, que se atropelavam e que não chegavam ao fim porque outras se entrelaçavam. - A repetir!!!
Tentei, mais uma vez, ajudar alguém que me é querido e não consegui. Fui mal interpretada e humilhada, fiquei triste e magoada, mas de consciência sossegada. - Temos pena!!! 
Voltei a ter dificuldade em adormecer e em me concentrar. - Mas isto vai passar!!!
Trouxeste-nos um temporal nunca antes visto e senti um medo horrível logo na primeira noite ao ouvir o vento. Felizmente, connosco tudo correu bem e não houve estragos a assinalar. - Ufff!!! C'alívio... Já lá vai!!!
Apanhei um susto com o Napoleão e vai de ir à médica de família felina (pouco mais de um mês passado e toca a desparasitar todos outra vez). - Não é nada agradável assistir a um ataque aflitivo de tosse de um gato seguido de expulsão de um bicharoco!!!
Trouxeste-me uma gripose daquelas... mal podia abrir os olhos, mas também já lá vai e não me apetece falar mais de coisas tristes.
Usufrui de alguns bons momentos de descanso como tanto necessitava, puro ócio. Também li e escrevi, embora não tanto quanto eu tenha desejado. Cozinhei menos que o habitual - É o que dá ir jantar a casa da filhota de vez em quando!!!
Queimei muita lenha - ah lareira sempre a bombar!!! - o que quer dizer que, o mais provável é ainda ter que encomendar mais porque a restante não chega até ao fim do frio.
Os dias cresceram e tem-se notado bem a diferença do anoitecer mais tarde. - Uau!!!
Enfiei-me dentro de roupa que há anos não me servia. - Porreiro pah!!!
Produzi mais e melhor. - Yes!!!
A excelência destes trinta e um dias foi sentir nos olhos de alguém, o reconhecimento, o contentamento e, em certos momentos, a tristeza a transformar-se em alegria. - Foi muitíssimo bom!!! O melhor!!!
Fiz e aconteceram muitas mais coisas que não cabem nas linhas desta carta que te escrevo, mas estou certa de que tal qual tu me conheces, meu querido mês de Janeiro, conseguirás ler nas entrelinhas.
Assim me despeço de ti, com um agradecimento especial por tudo o que me proporcionaste, e um... até para o ano!
Cenourit@

1 comentários:

Nani disse...

Oh yea, e como foste, pró ano há mais, bjs.

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...