Os Meus Artigos

quinta-feira, 24 de julho de 2014

- Pesto? O que é isso?


- O que é o jantar Mãe Bela!
- É... coisas! 

Quando não me apetece dar resposta correctamente, saem-me coisas assim. Termos como "coisas" e "pois" são as melhores respostas para quando o assunto deve ficar por ali. Porque o factor surpresa é a intenção (o que foi o caso). Porque não apetece dar continuidade à conversa. Porque nada mais há a dizer acerca do assunto. Porque se instala uma certa preguiça e a língua custa a dobrar. Porque por muito que até me queira manifestar, o melhor é ficar calada. E por aí adiante. Assim, a coisa termina ali e, dali para a frente só pode correr bem (digo eu, de que...).

- Ah! É quiche! Podias ter dito!
- Pois...
- É quiche de quê?
- Coisas!

Estava de poucas falas, era o que era. O estômago já roncava a pedir paparoca e se tivesse que dizer logo ali os ingredientes da coisa o mais provável teria sido ouvir:

- Ah! Mas eu não gosto disso!

E ter que responder logo de seguida:

- Pois... 

QUICHE DE PESTO E BACON




1 base massa folhada fresca
190 gr molho pesto 
2 cenouras grandes raladas
1 cebola grande picada
2 dentes alho picados
250 gr bacon fumado em tirinhas
1 ovo grande
250 gr iogurte grego natural
queijo parmesão ralado
oregãos

No wok, coloquei a cebola, o alho, a cenoura e o bacon. Deixei cozinhar por breves minutos até a gordura derreter e a cenoura e cebola se apresentarem cozinhadas. Retirei do lume e reservei. Liguei o forno a 180º e estendi a massa folhada sobre uma forma de tarte refractária  picando-a toda com um garfo. Verti sobre a massa picada o conteúdo do frasco de molho pesto espalhando-o uniformemente com a ajuda de uma espátula de modo a cobrir todo o fundo de massa. Deitei a mistura do wok e, por cima, o iogurte batido com o ovo na liquidificadora. Polvilhei com o queijo ralado e os oregãos. Levei ao forno a assar por cerca de 45 minutos. 

- Hummm... que cheirinho no ar...

Retirei, arrefeceu, e servi com salada de alface.

- Mãe Bela! Tu sabes que eu não gosto assim muito de bacon... podias ter posto fiambre...
- Pois... (afinal não era do pesto! - pensei eu, mas não disse)



Deliciosa! Num jantar outside na esplanada, num dos dias em que o Verão estava por cá! Por falar nele, alguém sabe onde se meteu esse malandro?



2 comentários:

Raquel Alabaça disse...

Se soubesses o que me irrita essa pergunta :-)
A quiche está mesmo gulosa!!

Anabela Julião disse...

Raquel, e a mim! Modéstias à parte, ficou divinal :D

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...