Os Meus Artigos

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

A Chegada da Lira...

Ontem chegou um novo membro à familia da Tasca da Cenourita. É uma gatinha linda, pela idade do Petit que tinha sido abandonada junto a uma grande superfície comercial cá da zona. Foi recolhida pela APAMG, uma associação da qual passei a fazer parte. Já há bastante tempo que a associação me pedia para divulgar certos eventos realizados com base na ajuda aos animais perdidos e abandonados, eu tenho vindo a fazê-lo na medida do possivel e, ontem recebi por e-mail a comunicação desta miau bebé que tinha sido recolhida no passado domingo já depois de terminado o evento de adopção de cães e gatos. O pessoal da Associação que estava presente já tinha recolhido todo o material e estava muito satisfeito porque tinha corrido super bem, muitos bichinhos a ter donos e casa nova... quando a Carla, uma amiga de longa data destas lides, deu conta desta bichinha completamente suja, remelosa, assustada... a fugir por entre os veículos estacionados no parque, não desistiu enquanto não a conseguiu apanhar, levou-a para casa, cuidou dela, depois para a clinica veterinária que apoia a instituição onde recebeu os cuidados necessários. Seguiu-se a informação via mail, e eu... a falar com os meus botões... a minha sorte é que eles não me respondem... nem lhes dou oportunidade de me contrariarem as ideias... eheheh
"Ainda há espaço para um miau cá na Tasca... o lugar do Pepe está em aberto... o Petit deve ficar contente... ou será que não???..."
"E se eu fosse só lá vê-la??? (já sabia... indo vê-la ela não ficaria lá com toda a certeza)"
"Vou... e logo se vê!"

E fui... e assim que lá cheguei ela veio ao meu colo, desatou num ronronar... que eu disse logo à Carla e à Ana...

"Vai comigo... vai fazer companhia ao Petit!"

E veio... e pelo caminho, eu a falar com ela e com os meus botões... ninguém me respondia... olhem só a minha sorte...

"Lira linda... vais para o pé de um miau lindão, muito maluco..."
"Ai... será que o Petit a vai receber bem? E se não fôr? Ai..."
"Não interessa, são dois bebés hão-de entender-se..."

Chego à Tasca e trato das devidas apresentações... nada formais como devem calcular... o Petit cheirou-a toda, lambeu-a toda... ela toda assustadinha... tadinha da Lira, tanta confusão e mudanças na vidinha dela em tão curto espaço de tempo... Pouco depois já lhe mordia, já se atirava a ela, já queria festa com ela... ai o malandrooo... mas quem o ensinou a fazer estas figuras??? Ainda é tão bebé... Instinto, claro, só pode... é uma menina, porque se fosse um menino o caldo devia estar bem entornado, deviam ser sopradelas e arranhadelas a torto e a direito, mais devia parecer uma sessão de kickboxing de unha afiada... Miaufff Miaufff!

A Lira continua ainda assustadita mas aos poucos irá habituar-se à Tasca, à nova familia e será certamente uma gatinha feliz!

15 comentários:

ameixa seca disse...

Eu sabiaaaaaaaaaaaa... Mal vi o titulo pensei logo numa gatinha. Tão lindaaaaa. Agora é que o Petit vai andar possuído eh eh
Que dois na tasca :)
Fizeste muito bem em recebê-la e que belo nome ;)
Cumprimentos aos habitantes da tasca.

Elvira disse...

Se isso continua, ainda vai acabar como na minha casa... Sou a dona feliz de 7 gatos e de 3 cães. Vou me mudar em breve para os Açores e na SATA, disseram-me que era a primeira vez que iriam transportar tantos bichinhos numa única viagem...! Porque, claro, vão todos connosco. :-)

Vai ser cá um frete! ;-D

São tão bonitos, esses bichinhos! Ternurentos...

Bjs.

justme disse...

Lindo par, mas eu sou muito suspeita: quando mudei de casa há quase 5 anos trouxe 2 na "bagagem" e a promessa de cuidar do Spot, gato vadio que era de todos e de ninguém e de quem a minha avó cuidava quando podia, mas os 90 anos já não a deixavam ir ao quintal à noite, por isso ele vinha-me chamar quando queria ir dormir (sua ex.cia tem uma arrecadação no fundo do quintal, óptimo sítio para ir às 11h quase sem luz, no Inverno, mas o menino é que sabe).Para não vos chatear muito digo-vos que o último apareceu em cima do telhado de umas garagens encostadas ao muro do meu terraço e miava desalmadamente pois não conseguia descer, deveria ter cerca de um mês. Claro, fui tirá-lo de lá e ele foi imediatamente adoptado por uma gata que me adoptou e vive no meu terraço, naquilo que deveria ser uma estufa (mandei eu o marido logo de manhã ao LIDL, pq precisava da estufa para as minhas ervas). Bem então o Bart, ou B, é o nº11 da "prole" felina, no que diz respeito à canina temos 1 que vale por 2 :). Bjs

maria costa disse...

Cenourita, fizeste muito bem. E parece que se estão a dar bem, já estou a imaginar as diabruras dos dois juntos... plantas, cortinas, sofás e pernas, não vão ter descanso!
muitos beijos

anna disse...

A Lira é uma gatinha cheia de sorte!
Parabéns aos residentes da Tasca que tão bem a souberam receber...
Beijos.

disse...

São lindos! Parabéns e...obrigado pelo apoio.
Um beijinho

Sílvia disse...

Que linda que é a Lira... e é igual à minha Minerva. Devo desde já avisar-te que se for como ela... estás bem lixada. Basta só dizer que o nome que escolhemos lhe assenta como uma luva Minerva... é que ela enerva mesmo!
Mas fizeste bem, assim é melhor para o Petit, não se sente tão sozinho. Vão dar-se bem... e daqui a uns tempos já ninguém os separa.

Carla disse...

Cenourita, obrigada pelo seu gesto! Era maravilhoso se todas as pessoas fossem assim, amigas dos animais =)
Tenho a certeza que serão muito felizes aí na Tasca.


Eu ando com uma gatinha à perna, (aparece no jardim)e penso que seja abandonada (não tem coleira, é magra e passa a vida aqui). Já lhe damos a pílula e desparasitante interno. Ainda não foi para dentro da nossa casa porque não tem nenhuma vacina (e elas são tão caras...). Acho que a Luna na outra vida foi um torrão de açúcar. É um doce e só quer festas, nunca vi um gato assim!

Muitas felicidades para vocês!

bjs, bom fim-de-semana

Mari Rezende disse...

Adorei a história! Os dois são muito lindos, umas fofuras...
Boa sorte para a Lira! ;D
Beijinhos

Cenourita disse...

Queridas Amigas
Eu sou assim, uma apaixonada pelos animais, se pudesse acho que tinha um zoo...
Não resisti a trazer esta bichinha meiga, doce, de olhar triste... já faz parte da familia, aos poucos cá se vai habituando aos novos donos, ao Petit, à Layka e à Tasca. Para o Petit foi uma alegria, fartam-se de brincar ao ponto de ela o enjoar e se esconder num qualquer cantinho mesmo com o rabito de fora.

Deixo aqui um apelo, se puderem, se tiverem condições para isso, adoptem um animal. Os animais são nossos amigos e precisam de um lar e de afecto.

Beijinhos*** e festinhas aos vossos bichinhos.

Guida* disse...

Parabéns pela sua nova amiga e pela bonita atitude de a acolher. Estou a ver é que daqui a uns tempos com um gatinho e uma gatinha ainda aparecem gatinhos bebés =P

beijinhos*

Anónimo disse...

Estava eu á procura de uma receita de
secretos de porco para o meu jantar de hoje, quando me deparo com este blog tão delicioso. Então a parte dos gatitos adorei.Também eu sou dona de gatos todos eles de rua, menos a filha pretinha da minha siamesa de toquinho-rabo em toco-.Tive um gato por 21 anos que teve de ser adormecido por ter problemas urinários.O meu companheiro de muitos anos o meu Pussy cor preta retinta, lindo, amoroso, que a minha mãe encontrou pequenino, ranhoso,magrizela e que caiu pro lado literalmente quando a minha mãe lhe tocou. Foi amor a primeira vista.Já morreu ha alguns anos, mas esteve comigo desde os meus quinze até aos trintas e tais, hoje tenho 41. A minha gata Betty,a siamesa que é só mel, também foi mãe adotiva de um gatinho.Ele mamava nela mas ela não tinha leite. porém ela não se importava.Quando os novos donos o vieram buscar ela agarrou-se a ele...onde já se viu tal sentimento tão maternal...E quando vejo os seus gatinhos revejo os meus neles. OBRIGADA

Cenourit@ disse...

Cara Anónima

Obrigada pelas suas palavras e pela visita a esta simples tasca! Fiquei super contente de saber que também adora gatos, eles são de facto, uma excelente companhia.
Tudo de bom para si e para os seus miaus. :)

Talita Stein Desenhista disse...

Nossa! Parece que revejo a minha querida, que já se foi faz uns dez anos, ela é muito parecida com a minha Minsi, que inclusive também a resgatei da rua, magra, faminta, assustada, tanto que depois de velha não se aproximava de ninguém estranho, só gostava de duas pessoas, eu e minha mãe, muito linda sua Lira. Parabéns.

Cenourit@ disse...

Olá Talita,

Bem vinda à Tasca! :)
Fico muito contente por saber que também é uma amiga de gatos... Imagino a saudade da Minsi... Também eu tiva a Julieta que viveu comigo 18 anos e sinto tantas saudades dela. A minha Lira, de início, era uma gatinha muito tímida, mas com o passar do tempo está cada dia mais sociável, já há muito que pede miminho e parece um motor a ronronar :)
Grata pelo seu comentário :)

Beijocas***

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...