Os Meus Artigos

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

As palavras

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras, orvalho apenas.
Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.
Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.
Quem as escuta?
Quemas recolhe,
assim,cruéis,
desfeitas,
nas suas conchas puras?
Eugénio de Andrade

3 comentários:

LBJ disse...

"Eu hoje sou nas palavras o seu pecador é por elas que me acordo no senso e mergulho no sonho é por elas que me visto na noite e transvisto no dia é por elas que me alimento no ar e nutro no fogo é por elas que sou sangue na tinta e paixão no papel é por elas que aqui estou e me ausento da vida é por elas que me perco ainda e ainda te reencontro."

Sissamar disse...

A força das palavras e a entuação que lhe damos tem realmente um poder extraordinário!
Para aligeirar a coisa: o meu marido diz para o nosso cão "vai pra barraaaaaca, vai pra barraaaaaca" e ele não vai, continua a deitar-se entre as pernas dele, basta eu chegar e dzer "BARRACA JÁ" e ele corre com o rabinho entre as pernas e só não fecha a porta pois a sua humilde barraca não a tem! E não lhe bato, atenção, é mesmo só com a força das palavras e a devida entuação!!! Pronto ok,dito pelo vet. ele vê em mim o lider alpha por isso me obedece prontamente e o meu marido é para a palhaçada, (ao menos que o cão me veja como lider de alguma coisa!!!) lol
Beijinhos!

Susana Gatita disse...

Lindo este poema!
Pena que às vezes as minhas palavras não surtam qualquer efeito, pelo menos com os meus filhos. Diz-se que quando isto acontece, a culpa é do emissor. Deve ser verdade. Não devo pôr emoção suficiente quando as digo ou então digo-as tantas vezes que eles já nem ligam. Tenho de reconsiderar.... Lol

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...