Os Meus Artigos

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Coisinha mai linda...

... da minha dona!


A minha Piu! É um doce de caturra e esperta até dizer chega!

De manhã, assim que ponho os meus ricos pézinhos fora da cama, desata numa piadeira desgraçada. Um corropio maluco de um lado para o outro dentro da gaiola e assim que chego à cozinha já ela me espera, prontinha para sair e passar o dia onde bem lhe apetece. Abro a porta da casinha dela e viro-lhe as costas, nem imaginam... fica possessa! Sai sozinha, atira-se para o chão e vem dar-me os bons dias com beijinhos nos meus pés. Ando eu de um lado para o outro na cozinha a tratar do pequeno almoço e ela a passear em cima de mim. Quando se cansa, vai de fazer o circuito habitual pela tasca, acho que vai passar a revista a ver se está tudo no sítio. Parece uma galinhita a gingar-se toda no andar e, o som das patitas dela no soalho de madeira... é o máximo. Passa pela familia felina feliz e faz-lhes a vénia matinal, eles olham para ela e deixam-na seguir o seu caminho. Volta para a cozinha, sobe um cesto e instala-se na asa dele, trata da sua higiene, passa a bico fino cada pena, sacode-se e fica à espera de conversa. Se passo junto a ela, pia que se farta e baixa a cabeça à espera de festinhas, se não lhe ligo, pia mais alto até que lá vai a Mãe Bela consolar a menina.

Tal como com os meus miaus, esta ave adoptou, sem que ninguém lhe ensinasse, todas as rotinas habituais da tasca. Se vou arrumar os quartos, vai ter comigo, se vou ao wc, vai ter comigo e empoleira-se na torneira do lavatório para se mirar ao espelho. Vaidosa, hein?! Quando me dirijo ao escritório, vai ter comigo, faço-lhe poleiro com o dedo indicador e aí vai ela toda contente explorar tudo o que se encontra em cima da secretária. Mas, é um perigo... pega tudo no bico e leva para onde quer e lá ando eu de cócoras à procura do que desapareceu. Quando se cansa deste "trabalho" todo, instala-se nas almofadas que estão no chão atrás da minha cadeira e por ali fica até se fartar, entre sonos pequeninos porque ao menor barulhinho fica logo alerta.

A esplanada da tasca é um oásis, para nós, para os miaus e para ela também. Esgueira-se para lá num tirinho, refila com a Pipoca assim que ela se aproxima pois é a que mais a chateia com a brincadeira.

Um domingo destes, acordei muito cedo e ela, claro deu logo o seu sinal. Voltei para a cama para dormir mais um pouco, mas a Piu não se calava. Ainda acordava a vizinhança e, eu levanto-me, vou buscá-la e ponho-a na almofada ao meu lado. Aos pés da cama dormiam os quatro miaus, um sono tão profundo que nem deram conta da minha saída. Deitei-me de barriga para baixo e face voltada para ela, a ver o que aquilo ia dar. Então não é que enfiou a cabeça debaixo da asa e ferrou-se dormir...

Perfeito! Até eu dormi mais duas horitas, descansada! E acordámos todos eram umas dez horas da madrugada!

O mais curioso disto tudo, é que se dão todos lindamente, miaus, piu e donas. E quem nos visita e vê estes filmes... fica de boca aberta.

E perguntam-me:

- Como é que é possível?
- Os gatos não lhe fazem mal?
- Tu aguentas-te com isto tudo?

E eu respondo:

- É a natureza que os faz serem assim! Apenas tratrei de apresentar a Piu aos miaus quando ela chegou.
- Mal? Eles? Nem penses! Cheiram-na, passam-lhe a patinha nas penas e só a Pipoca que é a bebé da casa é que corre atrás dela, mas nem uma unha lhe deita!
- Se m'aguento? Tem dias que nem dou por eles!


Os animais são fantásticos!!! Não acham?


* Não digam mal da cabeleireira que lhe cortou as penas da cauda! É que estvam tão feias de ela andar dentro d'agua, que eu agarrei e dei-lhe uma tesourada! Eheheheh



7 comentários:

Alice disse...

Os animais estão sempre nos ensinando. A Piu é muito linda. Pena que essa cabelereira deixou muito curta as penas da cauda.rsrsrs

Abóbora Amarelinha disse...

Adorei o post gaja! adorei as 10 da madrugada, agora cortares as penas á bichinha! ao menos escadeavas para não ficar assim tão direito, tadinha.
bom fim de semana
beijos

Sissamar disse...

Que lindo quadro! Tb tive um rosicoli assim, que tinha de lhe prender a porta com uma mola pq ele abria-a e saía de lá quando queria! Mas era um perigo com janelas abertas! Quando o meu marido chegava ficava doido, voava-lhe logo para a cabeça e assobiar como ele lhe assobiava para o chamar. Um dia de manhã estava morto na gaiola, não sabemos o que lhe deu, ainda era novinho pois fomos compra-lo á loja ainda ele não tinha penas e lá ficou até saber comer por ele. Foi alimentado á mão e por isso era muito docil! Os animais são fantásticos, e muito melhores que muita gentinha que para aí anda!
Beijinhos
Silvia

Storyteller disse...

Que bicharoca mais gira!
Tudo tranquilo no Zoo da Cenourita, parece-me.
Excelente!
Beijos mil***

ameixa seca disse...

Que espectáculo :) Até achei que a Titó já lhe tinha torcido o pescoço!

Susana Gatita disse...

Engraçado. Normalmente os gatos gostam de caçar os pássaros. Deves ser uma boa "Mãe" para os teus bichinhos. São todos muito bem formados. Bjinhos

Irene disse...

Que episódio lindo...Cenourita!
Só quem ama os animais consegue essa ligação com eles...Ao contrário do que se possa pensar eles compreendem tudo o que lhe dizemos. Tenho dois cãezinhos e converso muito com eles, como se eles fossem crianças e eles fazem tudo o que lhes mando e são capazes das mais inimagináveis acções! É espantoso!
Um grande beijinho aí pra Tasca!!!

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...