Os Meus Artigos

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Lombo de Robalo ao Forno


Um dia destes tive visitas para o jantar, umas visitas especiais, a minha afilhada querida, a mana dela e a mãe, minha amiga e comadre :)

Fui eu buscar as meninas às escolinhas porque a mãe estava ausente, primeiro a mais velha, que é um espectáculo de míuda, com um estilo muito próprio, simples, espontânea, bonitona e de bradar aos céus em termos de perspicácia, astúcia e cheia de graça. Depois seguimos as duas e fomos buscar a pequenita ao infantário, assim que viu a madrinha Cenourita desatou a correr e aterrou nos meus braços com um grande e apertado xi-coração e beijinhos com fartura. É um doce de menina com dois anos e meio, preguiçosa para falar mas esperta até dizer chega, é tudo por gestos e expressões e deve pensar ela assim "se me entendem para que hei-de eu aprender latim..."

Chegadas à Tasca, mimos e brincadeiras e preparar o jantar.

- Denise gostas de peixe?
- Gosto! A minha irmã é que não deve comer nada... anda a comer mal... só quer guloseimas...
- Ai sim? Mas ela hoje vai comer bem, ai vai vai ó eu não me chame Cenourita!
- Ahahah... vamos ver...


Tinha dois robalos bem fresquinhos, de pesca submarina, acabados de sair do mar há pouco tempo. Cortei-lhes a cabeça e a ponta do rabo e separei os lombos de ambos os peixes da espinha do meio ( e habilidosa que a Cenourita anda... ui ui). Num recipiente de ir ao forno, preenchi o fundo com azeite, por cima dispus os lombos dos robalos com a pele para baixo e temperei com sal, bastante alho picado, mistura de ervas (funcho, limão e outras especiarias) e um pouco de vinho branco. Deixei mais ou menos uma horita a marinar e depois foi só ir ao forno já aquecido a 180º durante cerca de meia hora.
Um dos peixes tinha ovas e ficaram deliciosas. Para acompanhar fiz um puré de batata.

Foi uma receita inventada, simples e saiu muito bem, é para repetir muitas mais vezes. E, a minha Andrea pequenita jantou super bem, mãe e mana estavam incrédulas...

9 comentários:

ameixa seca disse...

Hipnotizaste a miúda foi? he he
Por acaso ficou com um aspecto delicioso depois de ser cozinhado :)

moranguita disse...

esat um espectaculo este peixinho ate eu comia tudinho.
bom fim de semana linda

risonha disse...

e achas que petiscos feitos pelas tuas mãos, alguém consegue recusar-se a comer?

Dani disse...

há quem torça o nariz para ovas de peixe, eu simplesmente adoro, só temperadas com azeite e limão, e grelhadas. Não deixo sobrar nada.

O peixeiro do supermercado já avisa quando as guarda pq nem todo mundo quer levar...rs

Chato né? as suas estão com um colorido lindo, e purê para acompanhar é td de bom.

Bjs

winnie disse...

Aqui a esquisitona também ia comer muito bem! Ai ia, ia! lol

Abóbora Amarelinha disse...

Eu tenho para mim, que deste um copinho de vinho tinto á miuda...
e não tenho mais nada a declarar!!!

anna disse...

Eu não precisava de ser convencida para comer estes lombinhos, até de olhos fechados marchavam (até lhes tiraste as espinhas...)!
Beijinhos.

Cenourita disse...

Oh minhas queridas
Eu juro que não hipnotizei a criança e muito menos lhe despejei tinto pela boca abaixo, mas o respeitinho à madrinha é muito bonito ;) e depois, modéstia a parte, estava delicioso e o peixe ainda sabia a mar de tão fresquinho que estava. E sem espinhas... ui ui! Escusado será dizer que a Cenourita e sua comadre acompanharam com o dito tinto que cai sempre bem :)

E... oh menina Abóbora... eu ainda hei-de ver, com estes olhos que a terra há-de comer, a menina a apreciar um bom prato acompanhado de um belo nectar dos Deuses!!!

Beijocas a todas***

Raspas de Laranja disse...

Que delicia ficou. :)

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...