Os Meus Artigos

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Afinal, até que me dava muito jeito...

... um instrumento de corte característico de qualquer açougue ao virar da esquina!

Não comecem já aí pensar coisas estranhas qu'eu não sou moçoila dada ao corte por peso e medida, nem ao corte e cose, e muito menos à violência. Vá... há cortes, que faço, mas isso são outras matérias que dispensm utensílios cortantes e se regem por factos e acontecimentos ao longo da vida. Mas, vamos lá ao que me faz falta na gaveta da cozinha. Um cutelo! Isso mesmo!

Ora, há uns dias atrás, o Nino aparece-me aqui na tasca com um embrulho de plástico resistente branco que largou no chão da cozinha e que, automáticamente despertou os gatos do soninho tranquilo que dormiam e os fez correr até ali e não dar descanso às suas células olfactivas.

- Vamos lá almoçar rápido para depois o desmanchar! - ele já a arregaçar as mangas.
- Tadito do borreguinho! - eu assim para o desconcertada.
- Uh! Não te vai saber bem comê-lo? - ele danadinho para o ter já no prato.
- Pois, mas... a ver estas coisas... qualquer dia deixo de comer carne! - eu assim nem sei bem como.
Pois lá que o bicho foi desmanchado, foi. Sem cutelo para ajudar a partir os ossos mas com força d'homem que outrora fora caçador e que já fizera muitas tarefas destas e, que graças aqui à Cenourita... já me diz:

- Agora nem um coelhinho que se m'atravesse no caminho... até me desvio! - ele a transbordar compaixão.
- Yes! Yes! Yes! - eu toda contentinha.

De modos que, ontem para o almocinho, mesmo com uns pedaços assim para o grandito, saíu este:



ESTUFADO DE BORREGO COM CENOURA E BATATA A MURRO


1 kg borrego (mão e lombo)
2 cebolas
2 cenouras
3 dentes alho
1 folha louro
2 dl vinho branco
1/2 copo água
1 colher sobremesa de massa pimentão
sal qb
azeite qb
1 raminho coentros
batatinhas novas qb para acompanhar

Esfreguei os pedaços de carne com sal e a massa de pimentão. Juntei as cebolas e os alhos picados, depois as cenouras em pedaços grandes, o louro e um raminho de coentros. Adicionei o vinho diluído com água e reguei com um fiozinho de azeite. Levei ao lume, brando, a estufar lentamente. Quando o estufado estava quase apurado, lavei bem as batatinhas e levei-as a assar no micro-ondas. Retirei-as e dei-lhes um murro bem suave para não as esborrachar. Servi num alguidar de barro alentejano, onde primeiro coloquei a carne, à volta, as batatinhas que reguei com o molho e enfeitei com coentros.

Acompanhámos com, Quinta dos Currais Tinto de 2008 e, inevitavelmente, umas fatias de pão caseiro! Mnham mnham mnham...



9 comentários:

♥♥ belinhagulosa ♥♥ disse...

Que coisa boa amiga,vou a caminhooooooo,dlim dlommmmmmmmmmmmmmmmm..bjokinhas

ameixa seca disse...

Dá pena mas sabe bem... a verdade é essa! Ficaste com uma bela travessa :)

Xana disse...

Ficou com um aspecto delicioso... Essa cozinha está a bombar a todo o gás cenourita :)
beijocas

risonha disse...

aqui está a Cenoura Maria de volta ao seu melhor... já tinha saudades destes aromas na tua cozinha.

xunandinha disse...

Diz quem gosta que é do melhor ,eu não como borrego, mas dizem que é bom esse tem bom aspecto, parabéns, beijinhos

xunandinha disse...

Cenourinha, os gatinhos não são meus, são do meu filho mais velho,beijocas

gatinhafofa disse...

olha podes explicar-me o que é um cutelo???????? desculpa mas é que eu às vezes sou tão burrinha.... lool.... olha foi a primeira vez que vi ao teu blogue, desculpa pela invasão..... loooll.... beijinhos!! Quando vires um comentario de uma gatinhafofa já sabes que sou eu. Ah eu tenho muitos blogues embora por vezes desactualizados mas eu ao longo dos comentarios vou-te dizendo quais são. espero voltar aqui mais vezes amiguita. feliz 2011

gatinhafofa disse...

amiga ainda não me explicaste o que é um cutelo. agradecia que me dissesses. juro que não faço a minima ideia do que isso seja.

Cenourit@ disse...

Belinha
Não ouvi o toque da campaínha:(
Chegava para ti!

Ameixinha
Oh se sabe! E o que vale é que quando se vai comer esquece-se o resto ;)

Xana
Estava muito bom sim :)
Quanto à cozinha... vai bombando qualquer coisita, a pouco gaz ;)

Risonha
Isto aos poucos cá se vai variando a ementa.

Xunandinha
Eu gosto! A Titó agora deixou de gostar. Estava gostosinho, estava :)
Pois, depois lembrei-me que já me tinhas contado que os miaus são do teu filhote.

Gatinhafofa
Bem vinda a esta modesta tasca. Aparece sempre que a porta está aberta, ou encostada quando a corrente de ar aperta! LOL
Desculpa só agora te responder mas não tive oportunidade mais cedo. Um cutelo é um ganda facalhão para cortar os ossos, tipo machado. Dá-se uma pancada forte e seca no osso a partir e aquilo separa-se logo. Se procurares no google images ficas a perceber exactamente o que é.

Beijocas***

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...