Os Meus Artigos

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

O misterioso caso...

... do pão brioche!
Hoje à hora de almoço vesti o meu fato de Sherlock Carrot, acendi o cachimbo, peguei na lupa e... fui inspeccionar a máquina de fazer pão e o famoso pacote de farinha que se riu para mim. Ou ter-se-á rido de mim???

Inspeccionei, inspeccionei, inspeccionei... e não detectei absolutamente nada de anormal. Tudo no sítio. E a receita foi confeccionada sem enganos. Coloquei o avental, apaguei o cachimbo, qu'isto de cozinhar tem regras básicas de higiene, mantive o chapéu na cabeça para prevenir um cabelito acidental na massa, pousei a lupa em cima da mesa e, vai de repetir a dose do dia anterior porque o meu desejo de pão brioche estava ainda mais acentuado e não me conformei com o resultado da experiência do dia anterior.

- Não correu bem à primeira... há-de correr à segunda! Ou eu hoje não me chame Sherlock Carrot! *

A máquina mantinha-se em cima da bancada da cozinha. Medi a quantidade de água, de óleo e de farinha indicadas no pacote. Deitei na cuba, primeiro os liquidos e depois a farinha. Programei para pão normal, cozedura clara e peso máximo. Pressionei o botãozinho On e ao mesmo tempo sussurrei:

- MFP e FPB (maquina fazer pão e farinha de pão brioche), se pensam rir-se da minha cara... vão as duas parar ao galinheiro mais próximo ou ao curral da Ti Zulmira!

Livrei-me do avental, reacendi o cachimbo e fui à minha vidinha de lupa em punho para a qualquer momento e sem aviso prévio, investigar o laboro. Um primeiro lance de vigia e lá estava a pá a misturar os ingredientes. Uma segunda espiadela e a massa repousava qual sono cândido de bebé. À terceira investida, a inspectora Carrot depara-se com isto:


- Ehlah! Isto é tudo ou nada! Já chega, não cresças mais qu'ainda transbordas!

Faltava ainda cerca de uma hora para a MFP acabar o seu trabalho e quando acabou, o resultado foi este:


- Ca ganda Pão Brioche! Não há fome que não dê em fartura, lá diz o ditado, e agora é que eu vou matar os desejos!

E sinceramente, não percebi porque correu mal a primeira vez. Fiz tudo igual e tenho a certeza que ninguém abriu a tampa da máquina enquanto ela trabalhava! A não ser que... algum dos meus miaus estivesse curioso para saber o que dali ía sair...

Miss Sherlock Carrot despiu a farda de agente detective e sentou-se cómodamente à mesa da tasca a lanchar uma bela fatia de Pão Brioche com fiambre (anda afastada das manteigas) e um valente copo de leite de soja frio.

- Hummmm... Delicious!


* Qualquer semelhança entre esta história da vida real e uma qualquer da ficção literária, é pura coincidência!


13 comentários:

Bichinha disse...

Agora sim está com ar de brioche, mas se é a metade que falta no pacote é estranho mesmo. Ainda bem que ficou bom eu não gostei nada do sabor, quem sabe algum mistério por desvendar :)

Susana Gatita disse...

Ca ganda pão!!
Agora sim!
Vá se lá saber o que aconteceu da 1ª vez... Mistérios misteriosos...

Anira the Cat disse...

Tou desconfiada que foram mesmo os bichanos que andaram a provar o primeiro... tem aspecto disso!

Bjokas

Sissamar disse...

Cá para mim é mesmo a quantidade de farinha! O pacote tem 1kg e essas máquinas o máximo se não me engano é de 800gr. Pelo menos a minha não chega a 1kg. Experimenta para a próxima fazer um pouco menos ou mesmo metade para ver o que acontece.
Beijinhos

TiTó disse...

Está muito bom o pão. Com leitinho então, soube mesmo bem!!

(podes fazer mais vezes)

Bjs

Mariana disse...

Ufaaa!!, mistério resolvido, esse brioche só queria ser observado pois é um vaidoso e olha que bonito ficou heinnn, pois eu não me negaria a uma manteiguita com ele hummm...delicioso, parabéns!!

Storyteller disse...

Mistééééééééééériooooooooooo!!!
Mas lá que desta segunda vez ficou com bom aspecto, lá isso ficou. Foi pena é não ter chegado nenhuma fatiazita a estes lados, mas tudo bem... a vngança será terrível!
Muahahahah!!!
***

Sandra G disse...

Eh!eh!, adorei a tua história.
Pão brioche é mesmo bom.
Se calhar na primeira experiência a farinha não estava boa.

Bjs

risonha disse...

LLOOOOOOOLLLLLLLLLLLL
adoro ler as tuas aventuras na cozinha Cenoura Maria.
manda mas é uma fatia desse pão brioche para o meu lanche.
beijocas amiga.

ameixa seca disse...

Ha ha, que pão fabuloso :) Acho que se sentiu intimidado contigo e resolveu dar o melhor de si!

Cenourit@ disse...

Meninas

Corre mal à primeira... mas algum dia tem que correr bem e neste caso foi à segunda e logo no dia seguinte. Acho que a minha MFP quer é mimo e companhia, não deve gostar de ficar a trabalhar sozinha ou então intimidou-se com a detective de serviço ;)

Beijocas***

moranguita disse...

hehe desta vez creceu imenso:-)beijinhos

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

mistério... humm... já tou a ver que devo apanhar tb destas coisas pela frente...

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...